Ensino a distância: Seeduc vai utilizar plataforma EAD – Professor veja as últimas informações

A UPPE-Sindicato como representantes dos professores e especialistas em Educação, no Estado do Rio de Janeiro, segue acompanhando todos os desdobramentos de ações no âmbito educacional, diante do atual cenário. O sindicato, mais uma vez, reafirma seu compromisso com o professorado fluminense e a educação como um todo, para que, mesmo diante da dificuldade, os impactos sejam minimizados para educadores, alunos e sociedade.

 

A presidente da UPPES, Teresinha Machado da Silva, ressaltou a importância da iniciativa da Seeduc  do Ensino a Distância para que não haja um distanciamento total dos alunos do processo de ensino e aprendizagem. Contudo, a educadora manifestou sua preocupação no funcionamento efetivo da plataforma, em especial, para alunos carentes. “A iniciativa é importante, mas acreditamos na grande dificuldade para se conseguir isso de maneira plena, pois diversas crianças não têm nem alimentação e nem acesso à internet. Temos a esperança que isso possa dar certo, para que as crianças e professores não fiquem totalmente sem acesso ao ensino”, afirmou.

Live do Secretário Estadual de Educação

Em  transmissão no Facebook (live), realizada ontem (23/3), o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes, afirmou que a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) fará a utilização do Ensino a Distância a fim de  não prejudicar o calendário escolar dos estudantes da rede pública estadual. O chefe da pasta informou que utilizará os serviços da plataforma Google for Education (serviço já utilizado em instituições privadas). A Seeduc também disponibilizará a mesma plataforma para as escolas privadas que não conseguirem se organizar nesse âmbito.

Alunos e professores sem acesso à internet

Durante a live, Pedro Fernandes destacou que a Seeduc irá disponibilizar o material didático impresso para os alunos sem acesso à internet. Segundo ele, o material será encaminhado para a casa do estudante.

Outro ponto destacado pelo secretário foi acerca dos professores que possuem  dificuldade de acesso. Há um planejamento de reunião com diretores de unidades para que o professor seja atendido pontualmente e utilize os computadores e internet da escola.

Carga horária

  • Cada dia de atividade no EAD será equivalente a um dia letivo normal tanto para alunos como para professores, conforme deliberação do Conselho Estadual de Educação. De acordo com o secretário, a ideia inicial é manter todo conteúdo exclusivo didático dentro das plataformas online e as aulas práticas serão  realizadas no retorno das atividades presenciais.

Cada professor terá seu tempo em ambiente virtual para o cumprimento da sua carga horária de trabalho.

As Gratificações Por Lotação Prioritária (GLP) estão mantidas no ambiente virtual.

Avaliações

As avaliações vão variar de acordo com o tempo e  o período que as escolas estiverem com suas atividades interrompidas.

Alunos com necessidades especiais

As escolas estão sendo orientadas a identificar e informar para que sejam preparados conteúdos específicos para cada aluno.

Refeições – merenda escolar

A Secretaria de Educação solicitou de cada diretor de unidade um levantamento dos alunos carentes, em especial, dos dependentes do programa Bolsa Família, para que a Seeduc continue fazendo a oferta do alimento para essas famílias carentes.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *