Alunos de Escola de Educação Especial mostram sua arte ao público niteroiense

Estudantes da Escola Estadual de Educação Especial Anne Sullivan participam da exposição “Um olhar especial – Uma releitura de Van Gogh”, que ficará aberta à visitação, até o dia 17 de agosto, na Câmara municipal de Niterói, das 10 às 17h

12

 Por – Marcelo Motta

    O brilho no olhar de um estudante que mostra ao público uma obra de arte elaborada por suas próprias mãos é algo imensurável. Às vezes, a maior parte dos trabalhos escolares ficam restritos ao ambiente escolar. No entanto, algumas dessas obras são tão importantes, que merecem uma atenção especial, por parte da comunidade escolar e da sociedade como um todo. Por isso, os alunos da Escola Estadual de Educação Especial Anne Sullivan, localizada no município de Niterói, participam da exposição “Um olhar especial – Uma releitura de Van Gogh”, onde apresentam a obra de arte, pintada por eles ao público. A exposição, iniciada hoje (8/8),  ficará aberta à visitação, até o dia 17 de agosto, na Câmara municipal de Niterói, das 10 às 17h.

34        Representando a União dos Professores Públicos no Estado – Sindicato (UPPES), o diretor de Relações Públicas e Divulgação, Raymundo Nery Stelling junior, esteve na exposição, representando a presidente do sindicato, Teresinha Machado da Silva. Segundo ele, a exposição reflete a qualidade do trabalho desenvolvido pelos professores da rede pública estadual. “A UPPES solidária e apoiadora sempre dos mais relevantes atos e ações a favor da educação parabeniza a diretora Vânia Boechat, todos os professores, equipe de profissionais envolvidos nessa atividade e todos os alunos artistas que estão apresentando sua arte e encantando  todos”, frisou.

     De acordo com a diretora da unidade, professora Vânia Boechat, a exposição nasceu do sonho de poder mostrar a capacidade artística e o talento dos alunos da educação especial. “Essa exposição foi um sonho para que um dia eles pudessem expor um trabalho realizado por eles. Aí, pensamos na obra de Van Gogh “Uma Noite Estrelada”, fizemos uma releitura e contamos toda a história do artista para eles; providenciamos as telas, as tintas e saíram essas pinturas. Cada quadro tem o nome do aluno. Eles adoraram e estão amando fazer. Eu estou muito emocionada”, afirmou a educadora.

        Segundo ela, ao promover a atividade artística na escola, foi observada uma mudança positiva no comportamento dos alunos. “Mudaram o jeito de falar e a educação. Eles ficavam na expectativa para a hora da pintura e isso fez com que eles ficassem mais calmos. Nós temos alunos com esquizofrenia, alunos com múltiplas deficiências e com Transtorno do Espectro Autista. Temos ao todo 50 alunos e destes, 35 participaram da atividade”, assinalou. A educadora também frisou que há a necessidade de mais profissionais na unidade, que conta, atualmente, com 18 profissionais, entre professores e administrativo. “Precisamos de mais apoio, como uma fonoaudióloga e uma psicóloga”.

27     Dentre os organizadores da atividade, a agente de leitura Marcia Krone, que também é arteterapeuta, destacou o primeiro contato dos estudantes com a pintura em tela. “Eles nunca haviam tido o menor contato com a tela e o pincel. Então, para nós, foi uma grande surpresa obter um resultado nesse nível. A arte é importante porque eles têm uma linguagem, um meio de comunicação que é muito mais afetivo, natural e sem filtro. A arte propicia totalmente esse meio de expressão para eles. Nós partimos de um mesmo ponto e, quando você conversa com cada um deles, você percebe a diferença das cores, dos traços e a intensidade das pinceladas. Desde o pintar quanto o expor, mostra que eles também têm espaço”, assinalou.

11     O secretário escolar e artista plástico, Gil Figueiredo, que também participou do projeto na orientação artística dos alunos, salientou toda felicidade e transformação que as pinturas e a exposição lhe proporcionaram. “Eles (os alunos) são nossos Van Goghs. Sinto-me muito feliz, realizado e orgulhoso de poder colaborar com eles e, ao mesmo tempo, grato por me deixarem participar deste universo e interagir com eles, conhecer e saber o quão maravilhoso, sensível e  inteligente a maneira como eles encaram a vida. Foi um aprendizado para mim”, disse.

     Segundo Figueiredo, a exposição é uma maneira inteligente de mostrar à sociedade a importância da educação especial e dos alunos dessa modalidade de ensino. “É importante mostrar para a sociedade que eles também precisam ser vistos, que eles possuem talentos e que precisam de oportunidade”, afirmou.

16  Na ocasião, a diretora da Escola Estadual de Educação Especial Anne Sullivan, professora Vânia Boechat, recebeu uma Moção de Aplausos e Congratulações, concedida pela Câmara Municipal dos Vereadores de Niterói.

 

 

 

   

Fotos dos alunos com seus quadros:

7

21

20

Artistas: Itamar Ribeiro, Carlos Augusto Barreto e Vanuza Vaz.

Fotografia: Anna Carolina Barros.

0 tas

Comente aqui

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *